Freguesia de Moita dos Ferreiros

A sua freguesia

Igreja de Nossa Senhora da Conceição

Igreja de Nossa Senhora da Conceição

 O povo da freguesia tem uma cultura religiosa muito profunda, tendo sido fundada, em 1689, a...

Santuário Nossa Senhora da Misericórdia

Santuário Nossa Senhora da Misericórdia

 O Lugar da Misericórdia situa-se a 2250 metros a nordeste da Moita dos Ferreiros – Lourinhã....

Outro Património Religioso

Outro Património Religioso

Capelas e nichos Capela Casal Novo Capela do Casal Moinho Capela do Casal da Várzea Capela da...

Moinhos de Vento

Moinhos de Vento

  No alto da Pinhoa é possível observar de perto cinco moinhos de vento totalmente...

Fontanários

Fontanários

     • Parque dos Namorados, espaço recentemente restaurado e embelezado, em 1998,...

  • Igreja de Nossa Senhora da Conceição

    Igreja de Nossa Senhora da Conceição

  • Santuário Nossa Senhora da Misericórdia

    Santuário Nossa Senhora da Misericórdia

  • Outro Património Religioso

    Outro Património Religioso

  • Moinhos de Vento

    Moinhos de Vento

  • Fontanários

    Fontanários

Santuário Nossa Senhora da Misericórdia

 O Lugar da Misericórdia situa-se a 2250 metros a nordeste da Moita dos Ferreiros – Lourinhã. Neste Lugar predomina a natureza com um grande valor paisagístico, histórico e ambiental.

Neste local de culto podemos encontrar o Santuário da Nossa senhora da Misericórdia construído no século XVI, tem um belo alpendre sobre a porta principal. O retábulo da capela-mor é em talha dourada. Do século XVIII, é o cilhar de azulejos de albarrada que cobre o corpo do templo, em seu arredor existe a casa do Ermitão, a casa dos círios (foram destruídas na década de 60. Eram muito semelhantes, na sua forma octogonal, à igreja do Senhor da Pedra, em Óbidos), o recinto de festas, a esplanada, a Fonte do Rastinho, um grande potencial de recursos hídricos e uma agradável zona de arvoredo onde existem alguns sobreiros centenários.

“Rastinho”

Este local onde a população chama de “Rastinho” é devido a existir nascentes e onde, contem um nicho com a imagem de Nossa Senhora da Misericórdia, em azulejos brancos e azuis, que tem na base uma lápide onde está gravada a planta dos dois pés da Nossa Senhora da Misericórdia que se diz que apareceu em 1182 ao pastor Nicolau Botas (segundo a lenda). Os crentes lançavam a água da fonte sobre os pés de Nossa Senhora e com ela esfregam na parte do corpo que se encontra doente. Esta devoção mantém-se até hoje e a povoação dedica-lhe grande veneração. Este local com o nome de “Rastinho”, sofreu um grande restauro em 1963, que lhe alterou substancialmente a forma, pois, a estrutura que tinha antigamente era de um espaço interior pequeno e apresentava-se apenas com uma bica de pedra e ao lado a pedra com os dois “pezinhos” da Nossa Senhora e por fim existia 3 degraus para a entrada deste local. Em 1986 ouve uma nova campanha de restauro que lhe acrescentou a cobertura e as escadarias de acesso.  

“Lenda”

Contam os populares, que em 1182, (ano da formação de Portugal) “Um pastor de nome Nicolau Botas, protegia uma figura de grande devoção de Nossa Senhora, devido aos Mouros que por ali andavam, escondeu perto das nascentes, algures a referida imagem, mas perde-lhe a localização. Desesperado perante o perigo de revolta popular que o julga ladrão, ajoelha-se e fervorosamente pede a Nossa Senhora que: «Por misericórdia» lhe revele o local onde ele escondeu a dita imagem de devoção. Sobre um resplendor de luz, junto aos sobreiros que ladeiam as nascentes de água do local, Nossa Senhora indica-lhe o local exato salvando-lhe assim a vida. Na pedra ficaram gravadas as marcas da sua presença.”

De facto é que no local onde se encontra as pegadas, a crença popular leva a que as pessoas retirem água das nascentes, passem sobre a pedra com os dois “pezinhos” e depois a esfreguem na parte do corpo que se encontra doente. Certo, é que existe testemunhas que provam que a parte do corpo doente foi melhorada rapidamente.